Audiência reforça a importância de transparência no carnaval das escolas de samba

Dedicada às escolas de samba, a audiência pública da Comissão Especial de Carnaval realizou uma homenagem à radialista Elizabeth Ferreira, a Liza Carioca, falecida em abril em decorrência do acidente com um carro alegórico durante desfile na Marquês de Sapucaí deste ano. “Esta homenagem é como um pedido de desculpas do poder público por não ter feito o que deveria para evitar que o acidente acontecesse”, disse o vereador Tarcísio Motta, presidente da comissão na sessão que aconteceu na noite do último dia 19.

A relação entre poder público e carnaval norteou todos os discursos do plenário da Câmara dos Vereadores, especialmente pelo fato de o prefeito Marcelo Crivella ter anunciado na semana anterior a redução de 50% da subvenção às escolas de samba. “Se o objetivo inicial desta comissão era abrir a caixa preta do carnaval, agora, além disso, é discutir a relação do poder público com o carnaval com todas as suas expressões e a necessidade de que aqueles que brincam, fazem e produzem o carnaval do Rio de Janeiro sejam convidados a opinar sobre esta relação para que possamos construir uma manifestação cultural ainda melhor”, disse Motta.

A prefeitura esteve representada na audiência pelo vice-presidente da Riotur, Mário Filippo Júnior, e o chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Cultura, Vagner Fernandes, que disse que não haverá corte de 50%, e sim “uma retomada do patamar anterior”.

Presente no plenário, o vice-presidente jurídico da Liga Independente das Escolas de Samba da Série B (Liesb), Marcelo Gonçalves, lembrou que o prefeito se reuniu com representantes das escolas de samba durante a campanha eleitoral e fez promessas que não cumpriu: “Ele disse: ‘Sou um homem de palavra e vou trazer melhorias para o carnaval da Intendente Magalhães e para os barracões’”.

A comissão irá fazer requerimentos de informação e novas audiências para reafirmar a importância da transparência e de uma gestão democrática do tema. Além de Tarcísio Motta, que presidiu a sessão, e dos representantes da prefeitura, compuseram a mesa do plenário o vereador Fernando William, relator da comissão, as pesquisadoras Luise Campos e Rachel Valença, e o jornalista Anderson Baltar.

#EquipeTarcísioMotta
#SóaLutaMudaaVida

Veja Também