Em defesa da educação

A crise da educação é um projeto!

A educação sempre aparece como prioridade nos discursos dos candidatos mas nunca é prioridade real para os governos eleitos. Com Crivella, não é diferente: cortes nas verbas, falta de profissionais, estruturas inadequadas ou sem manutenção, falta de vagas, ausência de equipamentos, políticas públicas sem planejamento ou transparência, assédio moral, equipes desfalcadas… Os problemas são muitos, não são novos e todos sabemos deles. O que podemos fazer então?

Primeiro, é preciso lembrar que, apesar de históricos e frequentes, os problemas da educação pública não são inevitáveis ou naturais. Segundo, é fundamental entender a dimensão dos desafios, cobrando do governo municipal o compromisso com propostas concretas para resolver as deficiências reais da nossa rede.

Essa é a função das audiências que têm sido feitas por todo o território municipal: realizar um diagnóstico da situação da rede em suas múltiplas dimensões para traçar um plano de ação com medidas de curto, médio e longo prazo, capazes de melhorar a qualidade da educação em nossa cidade.

“Ninguém caminha sem aprender a caminhar, sem aprender a fazer o caminho caminhando, refazendo e retocando o sonho pelo qual se pôs a caminhar.” Paulo Freire

Então, conta pra gente:

  • Como estão as condições estruturais da sua unidade escolar? A manutenção é adequada? Há obras necessárias sem previsão ou paralisadas?
  • Sua escola ou creche tem todos os profissionais necessários para o bom andamento do processo de ensino-aprendizagem?
  • As condições de trabalho de cada um destes profissionais é adequada? Os equipamentos e materiais pedagógicos são suficientes?
  • A comunidade escolar tem sido chamada a participar da gestão da sua unidade? Lá é acolhedor, há respeito às divergências e às críticas? Existe o debate de ideias?
  • Há falta de vagas na sua unidade ou ela está superlotada? O atendimento às necessidades das crianças e jovens deficientes e dos jovens e adultos fora da idade escolar é suficiente e de qualidade?

Alguma proposta para resolver os problemas que você identifica? Conta pra gente!

Envie para contato@tarcisiomotta.com.br

Estamos juntos na luta!

Sou professor e estou vereador da cidade do Rio de Janeiro e vice-presidente da Comissão Permanente de Educação da Câmara Municipal. Uma das iniciativas mais importantes desta comissão em 2019 é a realização de audiências públicas regulares em todas as CREs para debater os problemas da rede com a comunidade escolar.

Nosso mandato defende a educação pública, gratuita e de qualidade. Lutamos ao lado dos educadores pela garantia de mais direitos. Organizamos visitas às escolas municipais para verificar pessoalmente suas condições e produzimos intensa atividade legislativa voltada para a educação.

Apresentamos projetos de lei importantes, visando melhorar a estrutura das unidades escolares, as condições de trabalho dos profissionais de educação e a garantia de direitos dos estudantes da rede municipal. No debate orçamentário, buscamos sempre ampliar os recursos públicos para a educação. Denunciamos as manobras feitas para não cumprir o mínimo constitucional de 25% e também apresentamos emendas que aumentam os valores destinados à educação municipal.

Veja algumas iniciativas do nosso mandato para
a defesa da educação e de seus trabalhadores:

Projetos de Lei e emendas ao Plano Municipal de Educação:

  • Data-base para todos os servidores
  • Regulamentação do número máximo de alunos por profissional de educação
  • 30 horas semanais para funcionários
  • Estrutura e profissionais para enfrentamento das dificuldades de aprendizagem
  • Sistema de Avaliação Diagnóstica e
    Participativa da Rede
  • Proibição da terceirização das
    atividades-fim da administração municipal

Emendas aprovadas no orçamento de 2019 (limite de r$ 1 milhão por vereador):

  • r$ 300 mil para a implantação de Salas de Recurso Multifuncionais
  • r$ 200 mil para a produção de material didático adaptado para cegos, deficientes visuais e surdos
  • r$ 500 mil para recompor os recursos do Programa de Atendimento a Jovens e
    Adultos no Ensino Fundamental
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *